Celebrando os amigos

9 a 13 de maio de 2017

Prêmios da Leitura de Portfólio FestFoto 2016 são para Fábio Del Re

 

Fotógrafo gaúcho carimba passaporte no circuito internacional com convite para Houston e Buenos Aires

Os curadores do FotoFest (Houston) e do Encuentros Abiertos (Buenos Aires) indicaram Fábio Del Re para receber o já tradicional prêmio da Leitura de Portfólio do FestFoto, edição 2016. O prêmio significa uma oportunidade para apresentar seu trabalho em dois dos mais importantes eventos do circuito internacional de fotografia.

A bolsa é uma iniciativa do FestFoto em parceria com os festivais que integram o circuito Festival da Luz (FOL) e incentiva a participação de fotógrafos indicados a partir dos trabalhos que apresentam em Porto Alegre. Os premiados recebem um convite que permite a ida sem custo de inscrição para as revisões de portfólio nos dois eventos. Com o prêmio, Fábio Del Ré deve participar das edições 2018 nos Estados Unidos e Argentina.

Para a coordenação do FestFoto, a premiação de Fábio Del Ré é a concretização de um dos principais objetivos do festival e da aposta na consolidação da Plataforma Internacional de Leituras de Portfólio como oportunidade de intercâmbio, aperfeiçoamento profissional e acesso ao circuito internacional de fotografia. Em 2016, mais de 40 profissionais apresentaram seus trabalhos a 17 especialistas de oito países. Entre eles, curadores, galeristas, críticos, fotógrafos e produtores envolvidos na realização dos principais eventos de fotografia em todo o mundo.

O trabalho apresentado por Del Ré no FestFoto 2016 e que garantiu o prêmio foi a série Morandi, inspirada no trabalho do pintor italiano Giorgio Morandi. Morandi é uma referência pela sua precisão técnica e desenvolvimento do conceito da chamada natureza morta. Impactado por uma mostra de trabalhos do italiano, Fábio explorou com fotografia a persistência de formas em memórias que parecem familiares. Interessou ao fotógrafo a relação entre os objetos e o fundo, os volumes, as camadas de tinta e a presença do trabalho manual.

O trabalho foi orientado pelo seu prazer em encontrar e traduzir sua sensação frente ao trabalho do pintor. No processo de criação, preparou o cenário trabalhando com luz, formas e volumes. Testou negativos, clicou, editou, voltou a fotografar para obter uma série de imagens de grande potência com composições de objetos que não se revelam imediatamente. Embaralham escalas, texturas e tempos provocando o deslocamento do olhar de quem enxerga.

 

Fábio convive com fotografia desde criança. O pai fotografava e organizava álbuns e as câmeras sempre foram suas companheiras inseparáveis. Aos 20 anos, resolveu encarar seriamente a atividade. Frequentou cursos em Boston e adquiriu a primeira Leica. Ao voltar ao Brasil, mergulhou no mundo com a fotografia aliando uma intensa atividade de captação ao gosto pelo laboratório. Esta junção marca seu perfil profissional, já que transita pela fotografia contemporânea a partir de um sólido domínio dos fundamentos do artesanato da fotografia analógica, fato que o torna um profissional admirado por distintas gerações de profissionais.

 

CASOS DE SUCESSO DA PLATAFORMA INTERNACIONAL DE LEITURAS DE PORTFÓLIO

 

2015 - LensCulture convida 17 fotógrafos brasileiros para exibirem seus trabalhos na plataforma online.

 

Adenor Gondim, Andréa Barreiro,  Carine Wallauer,  Danilo Christidis,  Gabriel Carpes,  Gilvan Barreto,  Iara Nunes,  Ivan Padovani,  Júlio Lima Appel,  Letícia Lampert,  Luiz Abreu,  Marcelo Leães,  Marco Antonio Filho, Marta Bosquet,  Romy Pocztaruk e Zé Barretta foram convidados pelo editor  Jim Casper a publicar seus trabalhos no site LensCulture. Os nomes foram selecionados a partir das leituras de portfólio do FestFoto 2015. O LensCulture já publicou os trabalhos de Edu Monteiro, Tiago Coelho, Fernanda Chemale e Ursula Jahn. O LensCulture é uma plataforma digital que tem uma média diária de 500 mil acessos e possibilita uma grande visibilidade para os trabalhos dos fotógrafos. Jim Casper participou das Leituras de Portfólio do FestFoto 2015 em mais uma parceria internacional do festival

Desde a segunda edição, em 2008, o FestFoto vem investindo para que as Leituras de Portfólio se tornem um instrumento de ampliação da visibilidade dos trabalhos de fotógrafos brasileiros e sul-americanos, com ênfase no Mercosul. A partir da quarta edição, o FestFoto desenvolveu parcerias com os festivais de Houston e de Buenos Aires que propiciaram a seleção de portfólios brasileiros para serem analisados nas leituras de portfólios desses festivais. Em 2012 uma outra parceria ampliou esse prêmio para as leituras de Portfólio do FotoFest/LensCulture em Paris. Mas além dos portfólios selecionados para esse prêmios, outros fotógrafos alcançaram uma vitrine internacional a partir da leituras do FestfoFo. Nos últimos cinco anos, cerca de vinte fotógrafos brasileiros conseguiram ampliar suas carreiras através de exposições no exterior, publicações de livros e convites para participarem de feiras internacionais de livros e de arte como resultado das leituras do festival.

 

Financiamento

Apoio

Apoios Internacionais

Apoio Editorial

Patrocínio

Produção

Realização